Como soldar alumínio com processo TIG?

 

Para se fazer uma solda de boa qualidade em alumínio é necessário o uso de técnica, materiais e equipamentos adequados para o processo. A solda em alumínio exige habilidade, atenção e um certo nível de experiência devido a precisão que o processo requer.

Separamos algumas dicas e fatos essenciais que qualquer soldador deveria saber para soldar alumínio independentemente de seu nível de conhecimento e prática.

Para aprender mais sobre soldagem em alumínio de maneira rápida e divertida acompanhe o 1º episódio da websérie do Campeonato de Solda Weld Vision no Youtube.

1- Preparando o alumínio para a solda:

  • Efetuar a limpeza correta: lixando e posteriormente passando álcool ou acetona sendo este o mais recomendado.
  • Realizar o chanfro adequado ao seu tipo de junta e espessura do material.

2- Certificar-se sobre o uso da corrente alternada (AC):

Alumínio é um material cercado por uma camada de óxido refratário, tal camada não rompe em corrente contínua (DC) no processo TIG, impossibilitando a soldagem. Por isso se faz necessário o uso de corrente alternada (AC).

3- Escolhendo e preparando o Eletrodo de Tungstênio:

  • Conforme a amperagem e as condições que a sua solda requer, escolha a composição química e o diâmetro ideal do Tungstênio. Ex: ponta dourada; ponta azul; ponta vermelha e etc.

  • Através do parâmetro de balanço do seu equipamento, abaúle a ponta do Tungstênio até ficar com aspecto arredondado, ou seja, abaulado. Com eletrodo abaulado, se obtém melhor estabilidade de arco e precisão na realização do cordão.

4- Escolhendo a vareta de adição correta:

Escolher o diâmetro e liga da vareta conforme a liga metálica e as características da junta.

5- Selecionando o gás de proteção:

Para soldas em alumínio, utilizar Argônio puro. E em grande espessura, é aconselhado que se utilize uma mistura de Argônio com Hélio para maior penetração.

6- Cuidados ao soldar:

  • Para se ter um cordão perfeito, o soldador deve controlar o aquecimento da poça de fusão. Máquinas da linha Challenger da Weld Vision já possuem função pulsada automática ou opção de controlar a amperagem através do pedal.
  • Não trabalhar com o Tungstênio muito distante do bocal, o que diminui a atuação da proteção do gás e faz com que o cordão fique com o aspecto visual ruim aumentando a chance de falhas.
  • Ao realizar um cordão de acabamento é imprescindível fazer a análise do cordão de solda. O cordão de acabamento esconde possíveis falhas que podem comprometer a resistência da soldagem.

TIG CHALLENGER 315 AC/DC PULSE

A TIG CHALLENGER 315 AC/DC PULSE é desenvolvida para soldar alumínio. Possui todos os recursos e funções necessários para realizar este tipo de processo. Sendo eficiente e potente, esta inversora proporciona uma precisão absoluta na soldagem TIG. Este equipamento já vem com unidade refrigeradora e com tocha especial, capaz de suportar altas amperagens por períodos prolongados a fim de evitar danos na própria tocha e desconforto para o soldador devido a temperatura elevada. Com a Challenger, a sua soldagem em alumínio chegará a perfeição. Clique aqui e prepara-se para qualquer desafio com a poderosa TIG Challenger 315 AC/DC PULSE.

Marcado com
0